Arquivo da tag: Taiwan

Leituras

4ª semana de Abril e 1ª semana de Maio

[China]

Desaceleração da economia chinesa e sua importância para o mundo – BBC

Churrascaria brasileira em Xangai – Folha de São Paulo

Importação de carne – El País

China AIIB (Asian Infrastructure Investment Bank) e EUA TPP (Trans-Pacific Partnership) – Econbrowser

Diminuição na força de trabalho rural – Dim Sums

Curiosa história de Zhang Long e o investimento na área de tecnologia da informação – Reuters

O homem mais rico da China – New Yorker

Uber e autoridades chinesas – Reuters

Chairman Mao’s China propaganda – The Telegraph

Eleições de 2016 em Taiwan – The national interest

Disputas marítimas – The Economist

A ‘nova rota da seda’ e o Brasil – Folha de São Paulo

Entrevista do ex-embaixador brasileiro na China Clodoaldo Hugueney – Folha de São Paulo

Por que o Brasil não conseguiu diversificar as exportações para a China, ainda muito concentradas em commodities?

Isso não é algo trivial, você tem que transformar a China em prioridade do ponto de vista empresarial, como fizeram Alemanha, EUA, França, Coreia. No Brasil a China só é prioridade do ponto de vista defensivo, não ofensivo.

Eu passei quase cinco anos lá e recebi pouquíssimas missões da área industrial e de serviços. As pessoas consideravam a China muito complicada, porque lá só falam chinês, tem governo autoritário. Diziam que os chineses eram tão competitivos que não teriam como enfrentá-los

República dos cruzeiros – Bloomberg

Dificuldades da Xiaomi no Brasil – Folha de São Paulo

Robôs na manufatura – New York Times

Citações da coluna do Elio Gaspari em 26/04:

A crise da Petrobras abriu uma temporada de oportunidades no mercado mundial de energia, com empresas e concessões à venda. Para os americanos e europeus, a Lava Jato mostrou que esse é um campo minado por propinas e ligações perigosas. Para a China, esses riscos são desprezíveis.

Quem já negociou com o governo e empresas chinesas ensina: “Eles sentam para conversar sabendo o que querem. Nós sentamos sem saber sequer o que queremos”.

[Japão]

Relação entre governo e mídia – New York Times

Bandeira vermelha – The economist

Diferenças de gênero na língua japonesa – Tofugu

Martin Scorcese filma ‘Silêncio’ (livro de Shusaku Endo) – Estado de São Paulo

Cooperação militar Japão-EUA – New York Times

Shinzo Abe em Washington – Washington Post

Coluna do Samuel Pêssoa em 26/04 ele responde a seguinte pergunta:

“Qual é o problema de um país como o Brasil, pobre ainda, tendo de se construir como nação, fazer um deficit público de 6,7% do PIB? Por que o Japão pode ter 9% de deficit nominal e ninguém acha que o Japão está quebrado, acabado, destruído, descontrolado, sem condição?”

Otakismo – Clássicos: Túmulo dos vaga-lumes (Studio Ghibli) – Chuva de Nanquim

Guia de mangás cancelados no Brasil – Biblioteca brasileira de Mangás

Estúdios de animação japonesa – IA 

[Coreia]

Visita de Park Geun Hye – Exame

Instalação de uma nova indústria no Brasil

A empresa sul-coreana Shin Hwa Silup, que fabrica folhas de flandres (utilizadas no revestimento de latas e embalagens, principalmente da indústria alimentícia), fechou sociedade com um brasileiro para produzir no Rio Grande do Sul.

Batizada de Nenzo Industrial, a companhia vai instalar uma fábrica no Estado que demandará cerca de US$ 70 milhões (R$ 205 milhões) em investimentos.

A cidade que receberá o empreendimento ainda não foi definida, mas é provável que seja escolhida alguma próxima do litoral.

“O produto é pesado e o transporte rodoviário, caro. Por isso, precisamos estar próximos de um porto para a entrada e a saída de mercadoria”, diz Darci Giovanella, sócio brasileiro da empresa.

A unidade será semelhante às outras três que a Shin Hwa Silup opera hoje (duas na China e uma na Coreia) e terá capacidade para produzir 120 mil toneladas por ano.

[Tailândia]

“Mekong Plus One” – Nikkei asian review

[Filipinas]

Aumento no consumo da classe média – Nikkei asian review

Babás e empregadas domésticas – Folha de São Paulo na continuação da reportagem um dado interessante:

O governo filipino alerta para os casos de exploração no exterior, principalmente no Oriente Médio, que paga salários abaixo de US$ 200.

Em 2012, uma doméstica filipina na Jordânia pulou do terceiro andar para escapar de seu empregador, que batia nela com arame farpado e não lhe dava folgas.

Mas o país não pode abrir mão dessa exportação, uma vez que as remessas dos emigrantes chegaram a US$ 21 bilhões em 2012 (quase 10% do PIB do país). Em comparação, brasileiros no exterior enviaram remessas de US$ 1,9 bilhão em 2014 (0,08% do PIB)

Leituras

[China]

O novo mercado de capitais

Alcap (área de livre comércio Ásia-pacífico)

Espionagem

Política do filho único

Trem-bala

Nova rota da seda

Relações com Afeganistão

Taiwan e Hong Kong

Carros chineses na América do Sul

Cristianismo Ortodoxo

Christianity in China is experiencing spectacular, but turbulent, growth; by one estimate, the number of Chinese Christians could by 2030 have reached 250m—the largest Christian population of any country in the world.

Unless something extra-ordinary happens, only a tiny fraction (less than 0.1%) of those Christians will be followers the eastern Orthodox church, which you might have expected, on geographical grounds, to be the faith’s prevailing form. Why is it so relatively weak? In part, perhaps, because Chinese Orthodoxy’s position has been affected by some arcane jurisdictional disputes, which to outsiders can seem like bald men fighting over a comb. On the other hand, China’s Orthodox Christians have a distinguished heritage and they may not have said their last word.

[Japão]

Fumiko Takano mangás

Entrevista com Takehiko Inoue

Editorial Asahi Shinbun – China e a pesca de corais em Ogasawara

Eleições em Okinawa

[Coreia]

Diferenças linguísticas

Leituras

Pólvora e capitalismo

Muitos acreditam que a explicação da arremetida asiática foi a presença de governos autoritários em algum momento desses últimos sessenta anos. A chave da ascensão, contudo, foi adotar modelo de desenvolvimento de “nações-comerciantes”. Essa estratégia conjugou planejamento de longo prazo e um verdadeiro choque de capitalismo.

Todo esforço de poupança, investimento e política industrial foi voltado à promoção de exportações aos principais mercados compradores do mundo. E tudo com parâmetros de desempenho e prazo de validade.

Smartphones em Shenzen

Tratamento de diabetes na China com ajuda japonesa

Relações China e Camboja

Taiwan e tratados comerciais

Para virar a melhor porta de entrada ao gigante mercado chinês, o governo taiwanês luta contra a oposição para acelerar a aprovação dos Tratados Intra-Estreito

Pesquisas feitas neste ano mostram que mais de 90% da população defende o atual status quo em relação ao continente –nem independente nem anexada–, mas uma parcela teme que os tratados comerciais sejam apenas um primeiro passo para a perda da autonomia política.

Reportagem da revista Time sobre Joshua Wong

Hong Kong e questões de identidade cultural

The spark of the Umbrella Revolution is political: Demonstrators want Beijing to grant Hong Kongers a free and direct election of the chief executive in 2017. But the passions that have driven people into the streets are rooted in the desire to preserve a distinct identity from China — in areas like rule of law, freedom of speech and of the press, financial infrastructure, anticorruption institutions, education, Cantonese language and Western influence.

Restaurantes chineses nos Estados Unidos

There are more than forty thousand Chinese restaurants across the country—nearly three times the number of McDonald’s outlets.

The restaurants, connected by Chinese-run bus companies to New York, Chicago, and San Francisco, make up an underground network—supported by employment agencies, immigrant hostels, and expensive asylum lawyers—that reaches back to villages and cities in China, which are being abandoned for an ideal of American life that is not quite real.

História do corte de cabelo dos delinquentes japoneses

The “regent” pompadour has been the go-to hairstyle for Japanese delinquents for more than eight decades

In Japanese, the riizento (リーゼント) — written in English as “regent” — describes a men’s hairstyle where the sides are slicked back and top is left long and put up over the head in a pompadou

Salaryman e o Prêmio Nobel

Shuji Nakamura, now a professor at the University of California, Santa Barbara, spent 20 years at Nichia Corp., a Japanese company based in Tokushima prefecture that specializes in lighting products. In an interview with The Wall Street Journal published in 2004, he described himself as a typical Japanese salaryman, devoting himself entirely to the company.

Desaparecimento de Kim Jong Un 

Pratos da cozinha coreana

É provável que “vamos comer bibimbap?” ainda careça de explicação, mas cada vez mais gente de fora da comunidade coreana entende o convite para mandar uma cumbuca de pedra quente que chega coberta de bap (o arroz) com carne, vegetais, ovo, molhos, tudo isso misturado.

“Tenho boa clientela de brasileiros. E cada vez mais gente interessada em conhecer nossa comida”, diz Regina Wang, dona do restaurante. “Antes tinha muito preconceito: achavam que só se comia cachorro e pimenta. Mas esse preconceito está se desfazendo.”

Webcomics coreanas