Leituras

1ª e 2ª semana de março

[China]

Origens do Hashi – China Daily

Guanxi – Folha de São Paulo

Futebol – Folha de São Paulo

O resultado foi o plano aprovado pelo Comitê de Reformas e apresentado nesta semana na sessão anual do Congresso Nacional do Povo, evento mais relevante do calendário político chinês.

“Precisamos desenvolver e revitalizar o futebol para garantir que nos tornemos uma nação forte no esporte”, disse o comitê, num comunicado. “Este também é um desejo desesperado do povo.”

O plano torna obrigatória a prática do futebol nas escolas e prevê a construção de milhares de campos de futebol pelo país. A meta é que até 2017 a China tenha 100 mil crianças jogando.

Nação de Robôs – Caixin

The working-age population – defined as those between ages 16 and 59 – is slowly declining. The National Bureau of Statistics said this age group’s population fell by 371,000 in 2013 to about 915 million last year.

Moreover, companies looking for inexpensive labor in Asia are no longer focusing on basing plants in China alone, as labor costs in many other countries are far lower. The International Labor Organization says an average worker’s monthly wage is the equivalent of 911 yuan in Vietnam and 603 yuan in Cambodia, for example, but 3,483 yuan in China.

Midea’s automation push got under way in 2011, just as Guangdong-area manufacturers were starting to grapple with labor dilemmas including worker shortages and high turnover. The company imposed a hiring freeze and then implemented a policy requiring that divisions with high turnover install automated systems.

Política energética – BBC

Popularidade de Xi Jinping – New York Times

Mas há uma nova escala no percurso turístico: o restaurante de fast-food que se tornou um destino obrigatório para os fãs do presidente Xi Jinping. Foi aqui que, no ano passado, Xi encantou o país quando visitou a Casa Qingfeng de Guiozas, pagou pela comida e carregou sua bandeja até uma mesa

Futuro do Bitcoin – Business Insider

“Turismo de maternidade” – El País

Em busca do filho sequestrado  – BBC

 

[Japão]

Reforma agrícola – Folha de São Paulo

Tratamento de água em Tóquio – Folha de São Paulo

Na região metropolitana de São Paulo, o desperdício é de cerca de 19%, índice que Tóquio registrava na época da Olimpíada de 1964.

A diferença pode ser ainda mais alta caso se levem em conta os furtos na região metropolitana –problema inexistente no Japão. Por esse cálculo, a perda em São Paulo fica em torno de 30%.

Questões sobre plutônio e energia nuclear pós Fukushima – Public Integrity

Base militar em Futenma e as eleições em Okinawa – Nippon

Cinema e o desastre em Fukushima – Japan Times

Trabalho de um ator pornô – Details

Influências alemãs na culinária japonesa – Asahi Shimbun

After the Imperial Japanese Army attacked and seized the German concession in Qingdao, China, about 5,000 POWs were transported to Japanese camps set up in prefectures including Chiba, Aichi, Hiroshima, Tokushima and Fukuoka.

One POW sent to the Nagoya camp was the late Heinrich Freundlieb. During his 10 years in the German Navy, Freundlieb baked bread on various ships of the German fleet.

He also began baking bread in the Nagoya camp, and it became so popular that even Japanese outside of the camp were aware of it.

Viagem para Tóquio – Estado de São Paulo

Tradutor do Zico – Extratime

Yoshihiro Tatsumi e o mangá gekigá – Deculture

 

[Coreia]

Mistura entre culinária coreana e mexicana nos EUA – BBC

[Indonésia]

“Ilha das execuções” – BBC

[Filipinas]

Empregadas para exportação – BBC

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s