Leituras

Pólvora e capitalismo

Muitos acreditam que a explicação da arremetida asiática foi a presença de governos autoritários em algum momento desses últimos sessenta anos. A chave da ascensão, contudo, foi adotar modelo de desenvolvimento de “nações-comerciantes”. Essa estratégia conjugou planejamento de longo prazo e um verdadeiro choque de capitalismo.

Todo esforço de poupança, investimento e política industrial foi voltado à promoção de exportações aos principais mercados compradores do mundo. E tudo com parâmetros de desempenho e prazo de validade.

Smartphones em Shenzen

Tratamento de diabetes na China com ajuda japonesa

Relações China e Camboja

Taiwan e tratados comerciais

Para virar a melhor porta de entrada ao gigante mercado chinês, o governo taiwanês luta contra a oposição para acelerar a aprovação dos Tratados Intra-Estreito

Pesquisas feitas neste ano mostram que mais de 90% da população defende o atual status quo em relação ao continente –nem independente nem anexada–, mas uma parcela teme que os tratados comerciais sejam apenas um primeiro passo para a perda da autonomia política.

Reportagem da revista Time sobre Joshua Wong

Hong Kong e questões de identidade cultural

The spark of the Umbrella Revolution is political: Demonstrators want Beijing to grant Hong Kongers a free and direct election of the chief executive in 2017. But the passions that have driven people into the streets are rooted in the desire to preserve a distinct identity from China — in areas like rule of law, freedom of speech and of the press, financial infrastructure, anticorruption institutions, education, Cantonese language and Western influence.

Restaurantes chineses nos Estados Unidos

There are more than forty thousand Chinese restaurants across the country—nearly three times the number of McDonald’s outlets.

The restaurants, connected by Chinese-run bus companies to New York, Chicago, and San Francisco, make up an underground network—supported by employment agencies, immigrant hostels, and expensive asylum lawyers—that reaches back to villages and cities in China, which are being abandoned for an ideal of American life that is not quite real.

História do corte de cabelo dos delinquentes japoneses

The “regent” pompadour has been the go-to hairstyle for Japanese delinquents for more than eight decades

In Japanese, the riizento (リーゼント) — written in English as “regent” — describes a men’s hairstyle where the sides are slicked back and top is left long and put up over the head in a pompadou

Salaryman e o Prêmio Nobel

Shuji Nakamura, now a professor at the University of California, Santa Barbara, spent 20 years at Nichia Corp., a Japanese company based in Tokushima prefecture that specializes in lighting products. In an interview with The Wall Street Journal published in 2004, he described himself as a typical Japanese salaryman, devoting himself entirely to the company.

Desaparecimento de Kim Jong Un 

Pratos da cozinha coreana

É provável que “vamos comer bibimbap?” ainda careça de explicação, mas cada vez mais gente de fora da comunidade coreana entende o convite para mandar uma cumbuca de pedra quente que chega coberta de bap (o arroz) com carne, vegetais, ovo, molhos, tudo isso misturado.

“Tenho boa clientela de brasileiros. E cada vez mais gente interessada em conhecer nossa comida”, diz Regina Wang, dona do restaurante. “Antes tinha muito preconceito: achavam que só se comia cachorro e pimenta. Mas esse preconceito está se desfazendo.”

Webcomics coreanas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s